sexta-feira, 8 de julho de 2011

Conheça Kailash Sing, o homem
mais fedorento do mundo


Sabe quando um cara fica no sol e no fim do dia a sovaqueira dele parece um feto de urubu à vinagrete marinado em placa bacteriana de gambá? Certamente você sabe, já que geralmente este cara pega o ônibus que você está na volta para casa.

Pense no quanto uma pessoa pode feder em um único dia. Agora multiplique isso por sete. O cara entra na categoria gambá. Agora multiplique isso por quatro, o cara entra na categoria mendigão. Então multiplique o fedor do mendigão por doze, e teremos praticamente um cadáver esquecido no porta-malas. Pegue este cheirinho gostoso e multiplique por nada menos que TRINTA E SETE ANOS e nós teremos a bomba nuclear do fedor corporal, ou Kailash Sing, este cara de 65 anos.

Não preciso explicar mais o quanto um sujeito que não sabe o que é um banho desde antes da Guerra do Vietnã pode feder, né? Basta olhar para o naipe apurado do cara.

Agora, meu caro amigo, se você pensa que um cara que está desde 1974 sem tomar um banho, vivendo num país tropical como a Índia, vai ser um fracasso com as mulheres, espere só para ficar chocado ao saber que este cara com toda sua podridão aromática conseguiu arrumar uma mulher e fazer SETE filhas!

O cara passa o dia todo contemplando o nada, fumando maconha compulsivamente e rezando para Shiva, em um estado de quase permanente anestesiamento. Ele diz que seu “banho” é soprar a fumaça da maconha sobre ele mesmo. Certa vez, com o fedor do cara se alastrando para todos os lados, os filhos e vizinhos tentaram dar um banho nele à força, mas ele desceu o sarrafo no pessoal, lutou com eles e fugiu correndo.

A mulher do cara disse que tentou de tudo para fazer o marido tomar um banho, mas nada deu jeito. O pior é que ela não pode negar-se a dormir com o sugismundo, porque as coisas na Índia não são simples como aqui. O cara era normal quando casou, mas ele era obcecado por ter um “filho-hômi”. Então ele foi a um sacerdote que disse a ele que era para ficar sem cortar a barba nem tomar banho até o dia do nascimento do bacuri, que era “batata”. Ironia do destino, o cara só teve filhas. Sete!

Como este sujeito ainda não teve o menino que deseja, é muito, muito provável que ele obrigue esta dona aí a fazer sexo com ele neste atual estado de conservação na esperança de 9 meses depois, aparecer o meninão do papai.

Fontes: 1 e 2

2 comentários:

Fabrício Gomes disse...

Essa cara é realmente o cascão da vida real.

http://sentexpresso.blogspot.com

Anônimo disse...

tomem cuidado de quem dao conselhos pra vcs!!